Revelada toda a verdade sobre conflito entre BATGIRL e ORÁCULO!


Estamos numa contagem regressiva para CONVERGÊNCIA! E a DC não para de revelar novas surpresas com seus personagens. Agora é a vez da BATGIRL!

Para quem não está acompanhando o titulo da bat-heroína. Barbara Gordon, filha do Comissário Gordon, possui duas identidades de super-heroína: a Batgirl e a Oráculo. Como Batgirl, ela foi treinada pelo Batman e protegeu Gotham durante vários anos até levar um tiro do Coringa, ficar numa cadeira de rodas e trocar de identidade se tornando Oráculo.

Com início dos NOVOS 52 em 2011, Barbara recuperou o movimento das suas pernas e voltou a ser a Batgirl. Já faz cerca de 3 anos e meio que isso aconteceu e muito gente pede a volta da Oráculo. Em  suas histórias atuais envolvem troca de identidades com uma vilã que anda agindo com Batgirl e colocando fotos da heroína na internet.

E hoje tivemos o lançamento de Batgirl #39, Barbara começa a cogitar que possa estar tendo algum problema de memória já que muitas das coisas estranhas que estão acontecendo parecem ter sido feitas por ela mesma e não por uma cópia. E no meio disso tudo, uma amiga dela descobre que ela é BATGIRL! Só que ao longo da história isso pode não ser verdade...


Uma estranha imagem surge na tela do computador e diz: "Não, você não é." E surge um rosto digitalizado do rosto de Batgirl que termina dizendo: "E eu vou tomar de volta o que é meu."

Então ... quem é a raivosa Barbara Gordon na tela do computador? É uma versão digital de suas ondas cerebrais, ou algo assim, preso em um computador? Ou é Batgirl realmente! E teremos um saga do Clone da Barbara Gordon?

Seja o que for, tudo deverá ser respondido no dia 25 de Fevereiro, em Secret Origins #10, revista da DC que revela a origem dos seus heróis em Os Novos 52.

[ATUALIZADO]

Com lançamento de Secret Origins, fica explicado que a personagem estava paraplégica, ela passou por várias experiências tentando voltar a andar e, em uma delas ela, fez um backup digital de seu cérebro em um computador, contendo todas as suas memórias e experiências de vida até então. Quando Barbara Gordon voltou a andar, essa personalidade digital começou a não se reconhecer mais e está tentando tomar a vida da heroína para ela. Ou seja, não existe retcon nenhum, apenas uma ferramenta de narrativa bastante usada por roteiristas de enriquecer o personagem no presente, fazendo um duelo com uma versão anterior da personagem.

Batgirl 40, que chega à venda nas comic shops americanas em março, finaliza esse arco de histórias e promete acabar com a contenda entre a Barbara real e a digital.

Comentários