Review: Vingadores- Ira de Ultron!


Salve salve!
Lançada em Abril deste ano como parte dos lançamentos sempre próximos a algum lançamento de filme Marvel nos cinemas (com direito a um prefácio de Kurt Busiek).Os leitores foram presenteados com “Avengers: Rage of Ultron” com argumento de Rick Remender (Axis) e desenhos de Jerome Opeña (Vingadores), Graphic Novel de 109 páginas.

A princípio pensei que fosse aqueles quadrinhos pra “cumprir agenda”, caça níquel mesmo (como muitos lançamentos que fazem em época de filme, geralmente são histórias meia boca, mal desenhadas e com quase nenhuma relevância).
Li a HQ apenas tendo visto aquele sneak peek (três páginas que a Marvel liberou meses atrás).

A HQ trata do seguinte: anos atrás houve um confronto com a formação clássica dos Vingadores (aquela dos anos 70,80) onde a equipe contava com: Fera, Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate, Mercúrio, Vespa, Jaqueta Amarela, Thor, Capitão América, Visão e Homem de Ferro.

Quinjet e formação clássica dos Vingadores indo pra luta.


Praticamente todos os membros que foram usados no filme, os mesmos que a maioria dos artistas adoram escrever e desenhar e claro, pra justificar a aparição deles na capa da HQ (lembrando que a formação de hoje dos Vingadores é bem diferente, temos Falcão na posição do Capitão América e uma Thor mulher por exemplo, além da inclusão do regenerado Dentes de Sabre.)
Neste confronto do passado, Hank Pym despacha Ultron pra fora do planeta num caixão de vibranium.

Anos depois (hoje) este invólucro cai no satélite Titã (lugar onde nasceu Thanos) se funde ao computador I.S.A.A.C. (a inteligência central) e infecta todo o planeta.
A história está muito bem desenhada, mesmo! O prólogo de 30 páginas de ação e quebração com os Vingadores clássicos é muito bem escrito, ao mesmo tempo que é uma homenagem, é uma interação importante pro resto da história e claro, é uma maneira de matar a saudade de membros ausentes ou que estão com visuais ou atitudes diferentes hoje.

Numa das missões de rotina dos Vingadores Hank Pym e Visão começam a discutir (essa discussão permeia toda a história) sobre a questão de erradicar ou não Inteligências Artificiais. (Pym cria uma arma definitiva, e Visão é veemente contra.)

Os Vingadores não tem tempo de ponderar sobre a discussão, uma vez que Starfox chega desesperado pedindo ajuda dizendo que seu planeta foi atacado. (similar á cena do Visão quando chega chamando os Vingadores na “Guerra Kree-Skrull”)

Esta história tem muitos embates físicos e também psicológicos, tanto a opinião de Visão como a de Hank tem seus fundamentos (os dois acreditam estarem certos) , similar ao que houve na Guerra Civil, o diferencial aqui é que não há tempo pra chegar a qualquer conclusão uma vez que a cada segundo Ultron consome com seus nanitas mais planetas. (o próprio Titã fica tecnológico e com o rosto do próprio Ultron, similar ao que Brainiac tentou fazer no histórico desenho da Liga da Justiça quando ele tentou assimilar Apokolips).

A sensação é que a Marvel conseguiu “limpar a barra” depois do papelão que fizeram em “Era de Ultron” (falo da HQ.)

Ultron está com tudo que o torna um personagem foda, seu complexo de Édipo, sua lógica distorcida e porque não dizer sua língua ácida.
No melhor estilo Brian Michael Bendis, Pym e Ultron têm um confronto pesado, cheio de “jogar verdades na cara” e coisas assim.

Alguns painéis dessa HQ parece um storyboard perfeito pra um filme ou animação.

Mesmo o prefácio de Kurt Busiek (que acredito que escreveu até então a melhor história dos Vingadores envolvendo Ultron.) parece validar mais a história, pensando como um todo, como leitor dos Vingadores, uma história complementa a outra (se não leu não tem problema), mas mostra que Rick Remender estava inspirado, se a princípio “Rage of Ultron” era uma história editorial (faça uma história grande do Ultron e pronto!) os realizadores conseguiram pegar a essência, fazendo uma historia nova, bacana, que se sustenta e porque não dizer, até certo ponto definitiva.

Mesmo  eu tendo dito bastante coisa posso garantir: não entreguei Spoilers, ainda tem bastante surpresas e inovações na história.

Um adendo: assim como no filme, Loki teria uma participação nesta HQ e o personagem pelo jeito foi descartado. (eu li achando que teríamos Ultron vs Loki).

Comprarei esse material quando sair.


Nota: 9.

Comentários