Marvel afirma que Elektra e Mulher-Gato são responsáveis pela falta de filmes de heroínas


Numa nova rodada de informações trazidas pelos novos  e-mails vazados da Sony pelo Wikileaks, o diretor executivo da Marvel, Ike Perlmutter, numa conversa com o CEO da Sony, Michael Lynton, disse que os grandes fracassos de Elektra e Mulher-Gato comprometeram os investimentos em filmes para super-heroínas.

De acordo com Perlmutter, ‘Elektra’ foi ”uma péssima ideia que resultou num filme muito, muito ruim”; Mulher-Gato é “uma das personagens mais importantes do universo do Batman, mas seu filme foi um desastre”; e, por fim, Supergirl “foi uma das personagens femininas mais importantes da franquia do Superman, mas seu filme lançado em 1984 fez US$14 milhões com uma abertura de US$ 5 milhões, novamente outro desastre”.

Por isso, mesmo com um quadro nada animador a Marvel vai se arriscar com ‘Capitã Marvel’, primeiro filme de super-heroína do estúdio com estreia programada para 2018. Antes a Marvel não via como possível que Warner lançasse o filme da Mulher Maravilha. Mas como ganhou sinal verde, representou um novo passo para as heroínas terem uma representação significativa nos cinemas.

Comentários